Vermelha

Eu precisava voltar. Eu consegui sentir por um instante, com clareza, que sufocava. Eu precisava voltar (me permitir voltar) a ser muitas, porque só eu não estava cabendo em mim.

Tudo estava devidamente fora do seu lugar. Do jeito que eu deixei. Nenhuma bondade passou sorrindo. Nenhuma presença alterou meu ambiente. Senti saudade da saudade pura e extravagante. Não da saudade discreta, recatada, comedida, pseudo-saudade. Saudade que é saudade grita, entra sem pedir licença, não bate à porta, toma conta do peito. Não deixa o peito pagar a conta. Paga sozinho cada centavo de ausência. Saudade da saudade doce, avassaladora e rica. Credora do meu coração.

Minha flor estava vermelha. Sim, ela muda de cor conforme o meu estado de espírito, meu humor (ou mal-humor). Uma frase mudou toda a minha semana. Penso melhor e constato que foram duas frases. A primeira me colocou em posição de espera, aguardando, procurando…olhando impacientemente. A segunda também. Mas uma me fez olhar para fora, a outra me fez olhar para dentro. Olhar para fora me causa bastante ansiedade, mas olhar para dentro por muito tempo é tão difícil…

Estou tentando segurar meus sonhos, me segurar no chão, mas justo agora a gravidade saiu para passear… Estou tentando segurar as minhas milhares, digo, mulheres dentro de mim. Mas não sei por quanto tempo terei estrutura para contê-las. De súbito me veio com perfeição de momento uma frase de Clarice: “ Eu sou mais forte que eu”.

A seda é quente, estou descobrindo nessas noites de falso inverno. Aliás, até quando vai durar esse inverno? As linhas estão chegando ao fim. Mas eu não. E o inverno não está nem perto disso,

(Raissa Lopes)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s