Aurora

De manhã melhor se alimentou. Em jejum, sonhou dez vezes o mesmo sonho. Acordou feliz de acordar. Seriam proféticos aqueles filmes vagos e repetidos? Calor humano lhe sufocou. Porque nem toda humanidade vale à pena. Demorou pra notar. Razões não via para concluir tamanha tragédia. Mas a vida se impôs e ponto final. O ego… que ego? Só o da redondeza. Enfim…era pura presteza. Carinho no vácuo. Doação que não encontrou eco. Vale a pena? Sim, sempre vale. Ainda que se contradiga por não querer aceitar. Mas às vezes encontra-se algo que valha mais. Bem mais. E o sorriso lhe toma os lábios. Porque tristeza é uma perda de tempo tão grande..

(Raissa Lopes)

Anúncios

2 comentários sobre “Aurora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s