Desencontro

 

Breve se fez a noite,

Lugar sagrado desse encontro.

O fôlego era escasso, pois seu coração simulava ser pequeno

nessa aventura de duas venturas,

 para o mesmo verbo perceber.

Leve, o vento soprou intenso

Com perdões escondidos em seu leito

Revelando o meu óbvio,

 Desafinando o nosso poético,

 sem perder a intenção da poesia

E teve graça a Graça vir,

pois que há muito era esperada…

mas não naquele instante

E longa se fez a noite.

 Mesmo com sua Graça precoce,

 o melhor lugar para acreditar

E doce se pôs a lua

Empurrando a poesia pra longe

Enquanto dançavam descompassados…

Cada um em sua melodia.

(Raissa Lopes e Daniel Lima Figueredo)

Anúncios

2 comentários sobre “Desencontro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s