Invernicamente

Que parta esse breu!

 Pois a novidade me encanta.

 Nossas sombras cochilam serenas.

Serenos que orvalham meus sonhos.

Que parta para um ponto final.

 Pois os finais são invariavelmente novos começos.

Poucas palavras para sensações aos montes.

 Pouca cor para tanta ressalva.

 Nem sei de onde tirei fôlego para voltar à vida.

Invernicamente primaverei minhas quedas outônicas.

 Verão formou-se em meu peito fora de época.

 Nem por isso recusei-o.

(Raissa Lopes)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s