Profecia

Não nasci pra mesmice.

Nem pra ficar sentada vendo a vida passar.

Nasci pro intenso, pra a aventura,

pra provar o gosto  da surpresa

que a vida reservou pra mim ali na próxima esquina.

Nasci para o inédito, para as emoções violentas.

Gosto da rotina, sim.

Mas da rotina apaixonante e apaixonada.

Eu nasci pro muito, pro leve, ventos, brisas e marés.

Nasci para oscilar entre o pleno e o imenso.

Não nasci para o pouco, não nasci para as sobras,

pros restos de tempo, de afeto, de vontade.

Nasci pra inspirar e ser inspirada.

Não nasci pra subjugar ou ser subjugada.

Nasci pro movimento, pra dança, para a paixão

Nasci para o fogo, para as ondas e para a poesia.

Nem de longe pararia

Mesmo que às vezes caminhe olhando para trás.

(Raissa Lopes)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s