No Cabaret da Sereia – Flávio Venturini

 

Espuma no ar
Reveillon
Tão misteriosa canção
O tempo passou pelo meu coração
Estrela do mar
Solidão

Um barco sangrando no cais
A terra rodando prá trás
Me deu vontade de encontrar você
Queria gritar
Mas lembrei
Que ali era praia de pescador

Ah! meu amor
Se eu pudesse caminhar
No azul do mar
Nunca mais voltar

Faria uma casa pra morar
Daria um beijo no luar
Iria cantar no cabaret da sereia

Pescava na sala de jantar
Deixava o vento me levar
A noite chegou eu acordei
Na areia…

Se eu pudesse caminhar
No azul do amor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s