Marchinha curta demais

Não posso mais. Ficou pra trás. Meus olhos sangram desconfiança. Não quero machucar o ar. Algo está me escapando pelas mãos. Estou me escapando sem razão. Não posso mais. Não sou capaz de entender o que mudou. Mas tudo mudou. Olhar firme está custando caro. Não sinto mais sinceridade na voz nem nos olhos que me olham com calor. Estou com medo e só. Sem ter pra onde ir dentro disso tudo aqui.   (Ana Maia)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s