Póstuma aos céus

Que Deus tenha piedade do impiedoso

Dos que desconhecem o amor

Posto que é compaixão, é abraço, é entrega, é perdão.

Que Deus ponha batimentos no coração meramente anatômico dos que deixam mortes pelo caminho

Mortes de alma, mortes de sorriso, mortes de esperança, mortes de sonhos.

Os meus erros, os erros do mundo, os erros do claro, os erros do escuro.

Os curiosos, os impiedosos, os sentimentais, os desprovidos de emoções. Todos errados. Todos dançando desencontrados.

As orações são por nós que queremos ver e saber demais do que já não importa.

Também por aqueles que não querem ver nada, nem se a amada está morta.

(Raissa Lopes)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s